sexta-feira, 27 de maio de 2011

O Lado Nobre da Cachaça

Poucos continuarão a cometer a gafe de fazer cara feia para a bebida nacional depois de ler o novo "Estava No Seu Nariz, Mas Você Não Viu", de Renato Figueiredo. Repleto de informações novas e bom papo, o livro te convida a criar um novo olhar sobre a Cachaça Brasileira de Qualidade: algo muito diferente da simplória aguardente de cana que conhecemos. Em tom leve e fácil de ler, "Estava No Seu Nariz, Mas Você Não Viu" traz informações que explicam por que a Cachaça é cada vez mais consumida no exterior, mas é ainda pouco valorizada no Brasil.

No livro você encontra mais sobre as diferenças entre a Cachaça Artesanal e a aguardente que você compra no supermercado, novas formas de apreciar a bebida, os tipos de madeiras para envelhecimento, dicas de como comprar Cachaça e muito mais.

Renato Figueiredo nasceu em São Paulo, mas tem familia mineira. Alguns de seus parentes moram próximos a Salinas e apesar de nenhum deles produzir Cachaça, como todo bom mineiro, conhecem e tomam de vez em quando. Ele sempre os via, tomar a Cachaça pura, sem gelo, e por isso, ele nunca se sentiu atraido em acompanhá-los.

Ele diz que, "antigamente não tomava caipirinha de Cachaça, vê se pode... achava que tinha um gosto ruim". Seus amigos não tomavam, ninguém tomava (exceto seu pai!), e Renato diz que, ainda não sabia o que estava perdendo.

Foi então que, trabalhando como publicitário, descobriu que a bebida estava sendo muito valorizada lá fora, e haviam algumas pessoas aqui no Brasil já começando a falar da Cachaça de uma outra forma. Ficou curioso. Curioso mesmo, leu livros, conheceu o trabalho do Erwin Weimann - "que hoje virou um grande amigo!", diz Renato - e, cada vez mais foi descobrindo a Cachaça.

De repente viu que a caipirinha que ele não gostava, não era feita com a mesma Cachaça que seus tios tomavam, ou que seu pai pedia na Caipirinha. E aí foi se "ligando para a coisa": havia um mundo de sabores e outras riquezas escondidas na Cachaça, e que ele não conhecia.

Depois disso não deu para segurar, foi uma descoberta atrás de outra - e cada vez descobria coisas e fatos novos. E ele diz, que, como publicitário, se apaixonou pela idéia de ver que um produto com tanta riqueza estava sendo pouco valorizado por pura falta de informação! Juntou a vontade de escrever, com essa paixão recém descoberta e então surgiu o "Estava No Seu Nariz (...)", fruto dessa experiência toda.

O objetivo do escritor, é levar às pessoas que, ainda tenham algum preconceito contra a Cachaça e às que gostariam de conhecer melhor as riquezas gastronômicas e culturais do Brasil, informações que ajudarão a formar um novo ponto de vista e valorizar um produto tão rico que temos por aqui, mas que muitos ainda não tinham visto.

"Estava No Seu Nariz, Mas Você Não Viu" é uma obra independente e por enquanto, não está disponível em livrarias.
Disponível para compra apenas pelo site http://www.estavanoseunariz.com.br/

Nenhum comentário :

Postar um comentário