quarta-feira, 16 de maio de 2012

Paraty




Paraty é uma cidade linda e litorânea do estado do Rio de Janeiro, nascida entre dois rios, com altitude média de apenas 5 metros, seu projeto levou em conta o fluxo das marés, que periodicamente vê algumas de suas ruas inundadas pela maré alta. 





Foi emancipada em 1667 mas, desde 1530 até 1815 teve seu porto utilizado para exportação de muitas riquezas brasileiras, principalmente ouro e pedras preciosas que chegavam de Minas Gerais, através do Caminho Velho da Estrada Real (Paraty-Diamantina). Com o constante ataque de piratas que conseguiam vantagens devido à geografia do local, o porto deixou de ser utilizado e a cidade entrou em um isolamento econômico. 






Este fato acabou ajudando a preservar os encantos naturais e arquitetônicos da cidade, como as ruas calçadas de pedras pés-de-moleque, o casario e igrejas, conhecido como Centro Histórico - considerado pela UNESCO como "o conjunto arquitetônico colonial mais harmonioso" - e recebendo o título de Patrimônio Histórico Nacional, onde carros não circulam.





Em sua área encontram-se o Parque Nacional da Serra da Bocaina, a Área de Proteção Ambiental do Cairuçú, onde está a Vila da Trindade, a Reserva da Joatinga, e ainda, faz limite com o Parque Estadual da Serra do Mar. Paraty conta com mais ou menos 50 praias e algumas em estado selvagem e a maioria conservam a cultura caiçara.


A partir do ano de 1600 a cidade começou a alambicar a Cachaça, que era considerada uma das melhores do Brasil pela Corte. - Dá-me uma Paraty! - A Cachaça tida como de excelente qualidade virou sinônimo da bebida e custava mais que as demais. Segundo Alessandra Garcia Trindade, autora do livro -Cachaça um Amor Brasileiro- a Cachaça de Paraty era transportada em tonéis de madeira até Minas Gerais e dessa forma passava por um envelhecimento, que se tornou um diferencial em termos de sabor. Muitos acreditam que a tradição do envelhecimento tenha se iniciado neste fato.

Por volta de 1700 existiam cerca de 100 alambiques na região e hoje restam apenas 7.


Um deles é o Alambique Engenho D´Água, na fazenda Cabral, que produz a Cachaça Coqueiro, que foi a primeira cachaça brasileira a receber o - certificado de qualidade e excelência - do Ministério da Agricultura. 


As Cachaça de Paraty foram as primeiras a receber o selo de Indicação de Procedência - que visa reconhecer e proteger o nome geográfico de pais, região ou localidade, que identifique algum produto ou serviço típico - ou seja, este selo confere às cachaças de Paraty a garantia de procedência e o controle de qualidade. Até 2011 apenas 8 produtos possuíam este selo no Brasil. 





A Cachaça Coqueiro produz a Cachaça prata, ouro, azulada, licor de cravo e canela, caramelado (ervas aomáticas), banana e abacaxi, enfim é a alma brasileira engarrafada: ensolarada, alegre, gostosa, macia, verdadeira, sensualíssima e você pode encontrá-las aqui na Cachaça é Presente!


Fonte : Paraty.com.br e Cachaça um Amor Brasileiro

Nenhum comentário :

Postar um comentário